quinta-feira, 30 de março de 2017

RESENHA - FILME DUFF


Hello migas(os), tudo bem com vocês? Depois de um final de semana resumido em Netflix (assisti sete filmes e uma série. O nome disso é: Superação! kkkkk) resolvi fazer resenha para vocês de um dos filmes que mais gostei, e que por mais que seja filme de adolescente norte-americano, passa um lição muito valiosa praticamente durante todo o filme. 

A História

   DUFF conta a história de Bianca, Jess e Cassie, três amigas inseparáveis que estão no final do ensino médio. Jess e Cassie estão sempre antenadas no mundo da moda e cercadas de garotos, enquanto Bianca adora filmes de terror, moletom e jeans e gosta apenas de um cara da escola, cujo nome é Toby Tucker. Ela nunca tinha percebido que todos na escola a tratavam diferente, até que certo dia, em uma festa, seu vizinho e amigo de infância Wesley disse que ela era considerada uma DUFF (Designated Ugly Fat Friend). Wesley diz  que ela é usada pelos alunos como uma espécie de ponte até suas amigas porque elas eram bonitas, enquanto ela era simplesmente "normal". Isso acaba com a auto estima que Bianca já não tinha, então ela decide mudar drasticamente a situação. 

    Bianca se afasta de suas amigas e pede ajuda de Wesley para conquistar Toby. Wesley aceita depois que Bianca promete fazê-lo passar em Química e finalmente poder retomar seus treinos de futebol. Eles vão em um shopping da cidade, e tentam uma reforma através da compra de roupas novas. A situação muda completamente quando uma amiga de Madison (ex namorada de Wes)  grava Bianca se divertindo com as suas roupas novas e fingindo que um manequim era Toby. Elas criam um vídeo ridicularizando Bianca e postam-no online para toda a escola. Também fica claro que Madison  sente-se possessiva de Wes, o seu on-off namorado e fica com ciúmes do relacionamento de Bianca com ele. Wes aconselha-a a não deixar que o vídeo a magoe. Em vez disso, ele diz para ela ter orgulho e apenas ser aberta com Toby, falando diretamente com ele e pedir-lhe para saírem juntos. Quando chega o dia do encontro com Toby, Bianca tem a revelação de que ele só queria a usar para chegar até suas amigas, com isso ela vai embora a procura de Wes e o encontra em uma pedra que ela tinha apresentado-lhe, mas desta vez, estava com Madison. Bianca então vai embora e resolve escrever seu artigo sobre o Baile para o jornal da escola e retoma a amizade com suas antigas amigas, contando-lhes toda a situação. 

   Encorajada pela mãe e pelas amigas, Bianca vai ao baile. Chegando lá, surpreende todos com seu visual, inclusive Wes. Na hora de anunciar o rei e rainha do baile, Madison é chamada juntamente com Wesley, porém ele não vai e se dirige a Bianca dizendo que o seu lugar é perto dela. Os dois então se direcionam até a sala de redação da escola, onde Bianca muda todo seu artigo, lembrando a todos que não importa a aparência ou como agem as pessoas,afinal, somos todos DUFF de alguém.

O que me fez querer mostrar a história do filme aqui

   Apesar de ser um filme que passa a impressão de ter conteúdo meio "oco"  podemos levar em consideração que existem quebras de alguns padrões, como o fato de Bianca não mudar seu estilo, seu jeito e querer ser melhor que os outros depois de descobrir como era considerada por seus colegas. Temos também o fato de Wesley ter sensibilidade, persistência e procura consertar seus erros, mesmo sendo um jogador de futebol, que normalmente é considerado como caras que se acham superiores em filmes americanos. Além de tudo, fala sobre problemas de auto aceitação e sobre assuntos mais sérios, como alcoolismo e relações familiares.
    Quantas vezes já nos deparamos com comentários maldosos em redes sociais? Quantas vezes já vimos pessoas sendo ofendidas ou tratadas com deboche por não serem exatamente aquilo que desejamos que fossem? Já parou para pensar que você destrata alguém, mas sem saber, tem um outro alguém que fala a mesma coisa de você? A maior lição que deveríamos levar desse filme é: Aceite a si próprio como és e não deixes que ninguém te diminuas ou te mude por não seres o que desejam que tu sejas, afinal, você não é obrigado a ser nada menos, nada mais do que você mesma! E não há ninguém no mundo que possa dizer ao contrário. 


  • Data de lançamento: 20 de fevereiro de 2015 (EUA);
  • Direção: Ari Sandel;
  • Duração: 1h 50m;
  • Gênero: Comédia;
  • Lançamento em DVD: 9 de junho de 2015 (EUA).
Assistam o filme, tenho certeza que vão adorar ( a não ser que sejas como a Madison! Brincadeira :D ) e depois me contem o que acharam. 
Beijos e até o próximo post! 








Um comentário: